Marcadores

quarta-feira, dezembro 28, 2016

LUCIANE HOPPERS


LUCIANE HOPPERS Vida bandida! Musa do Avaí Luciane Hoppers é acusada de golpe de R$ 300 milhões

Modelo estaria entre as 20 pessoas presas em uma operação da Polícia Federal denominada “Operação Miquéias”

Florianópolis, SC, 24 (AFI) – Cabelo cor de ouro, olhos azuis, corpo bronzeado do Sol, corpo escultural, sensualidade à flor da pele, sotaque sulista... Os predicados da modelo Luciane Lauzimar Hoppers são ingredientes perfeitos para o sucesso. Musa do Avaí em concurso promovido por um site, a gata não se contentou com seu trabalho e acabou na mira da Polícia Federal (PF). Ela é acusada de participar de um esquema de lavagem de dinheiro que movimentou R$ 300 milhões em um ano.
Na última semana, a PF prendeu 20 pessoas em uma operação denominada “Operação Miquéias”. E uma delas seria a bela Luciane Lauzimar Hoppers, que já vem sendo apelidada de “Musa do Crime”. Ela e outras modelos eram utilizadas para atrair políticos no esquema fraudulento.


O esquema consistia em aliciar agentes públicos para que as prefeituras investissem o dinheiro dos fundos de pensão em títulos indicados pelo grupo. Em troca, o gestor recebia uma parte do dinheiro. Estima-se que os prejuízos a fundos de pensão municipais tenha chegado a R$ 50 milhões.uciane teria uma lista de políticos, que seriam seus alvos para ofertar o esquema. A maioria era de cidades de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Santa Catarina e São Paulo. Segundo a Agência Estado, alguns nomes citados nas investigações foram dos deputados goianos Samuel Belchior, Daniel Vilela e Leandro Vilela.

A PF apurou também lavagem de dinheiro. Trinta empresas foram criadas pelo grupo, constituídas em nome de laranjas. Somente uma das empresas do esquema, a MC Incorporações e Consultoria movimentou R$ 63,5 milhões entre julho de 2011 a março de 2012. Os dois esquemas eram operados pelas mesmas pessoas. O comando da operação era de Fayed Traboulsi, que a PF descreve como "um dos maiores doleiros de Brasília", e Marcelo Toledo.A PF fez ontem busca e apreensão em 38 endereços de nove Estados mais o DF e tinha mandados de prisão de 22 pessoas temporária e preventiva. Também foi pedida a prisão de Carlos Eduardo Carneiro Lemos, o Dudu, também apontado como um dos líderes do grupo.