Marcadores

segunda-feira, dezembro 26, 2016

Dor e Progresso

Dor e Progresso

Mágoas, tristezas, lutas, desenganos?!...
Debita as provações à lei da vida.
Embora o sentimento, em pranto e chaga,
Prossegue à frente, de cabeça erguida!...


Tudo o que te conforta na existência,
Seja amparo de longe ou de mais perto,
Exige claro exame, porque, em tudo,
A Natureza é sempre um livro aberto.

Para guardar-te a casa a pedra aceita
O pesado instrumento que a carcome,
O trigo foi chamado e atendeu prestamente
À honra de ser pão para extinguir-te a fome.
Madeira que te arma o leito, a mesa
Ou te cria a guitarra para festa,
Obrigou-se a largar o meio em que vivia
Em recanto esquecido da floresta.
A fonte jamais grita contra o lodo
Que lhe cabe vencer na direção do mar...
A argila obedeceu aos tormentos do fogo
Para tornar-se forma e cor nos enfeites do lar.
Pensa nisto, alma irmã... Nada reclames.
Dor é transformação que nos reforma o ser...
Em toda e qualquer vida, a fim de renovar-se,
Necessita servir, caminhar e sofrer.